sexta-feira, dezembro 14

musica para tipografia

Hoedown, o clássico de Aaron Copland, que voce pode ouvir (e ver) aqui em mais de uma versão. Well, como dizia a Carmem Miranda, "disseram que eu voltei" americanizado. O que não é verdade, só os ignorantes é que pensam que o mundo pode ser particularizado assim. Copland, com seu Fanfare for The Common Man, Hoedown e outros, foi provavelmente o compositor norte-americano que melhor soube interpretar o passado épico da colonização da América do Norte. Se pudessemos traçar um paralelo seria, no nosso Brasil com os nossos Carlos Gomes, Villa-Lobos e Tom Jobim, necessariamente nesta ordem. Ao ouvir Hoedown, não posso deixar de me lembrar também do New Country, de Jean Luc-Ponty, o que reforça a minha tese (pressentida já em minha infancia) de que a verdadeira cultura não reconhece bairrismos. Assim sendo, LEGÍTIMA MUSICA PARA TIPOGRAFIA. em ordem, Hoedown, por ELP, depois com acompanhamento orquestral, seguida de Fanfare for The Common Man e finalmente New Country, de Jean Luc-Ponty





Nenhum comentário: