domingo, julho 30

O APOGEU CLASSICO DA ESCRITA GÓTICA

Os caracteres góticos possuem variações diversas, na forma e fruto, sobretudo, de suas condições históricas. Iniciou-se o seu desenvolvimento logo após o declinio da breve escrita carolingea e desenvolveu-se em diversas formas passando pelo old english, o textura, as formas rotundas entre outras até o inicio da imprensa, que, depois de iniciar utilizando-se de caracteres goticos sofreu uma brusca guinada motivada pelo uso de tipos latinos, a partir de Veneza, principalmente. Contudo, os paises nordicos e protestantes continuaram usando em larga escala, mesmo na imprenbsa, caracteres goticos. Chegando o Imperador Maximiliano a encomendar a criação de tipos goticos especiais para uma série de livros que iria imprimir, e ai surgiram os tipos fraktur. Depois de poucas novidades entre os séculos XVIII e XIX, foi em fins do século XIX que tanto na europa quanto na america, avassalada por experiencias "egiptianas" sofreu mais um aumento no uso e criação.

Nos inicios do século XX grassavam novos estilos não góticos mas em parte derivados as vezes, como os art déco e art nouveau, a escola Kelmscott reviveu alguns caracteres carolingeos, celtas e variações de "littera antiqa". Isto, e mais a Primeira Guerra Mundial, fez perder-se o interesse pelo seu uso que foi fortemente renovado no periodo nazista, quando os goticos herdaram temporariamente o estiga de "escrita nazista".

Excluindo-se o uso nas titulagens dos grandes jornais, tivemos de esperar as décadas do esquecimento da Segunda Guerra para vermos esta forte renovação nestes belissimos, ainda que pouco legiveis, tipos. (pw)

Nos ultimos anos eles vem sofrendo uma franca renovação através da digitalização de suas varias formas e até com o desenvolvimento moderno de novas cepas. Vamos dar aqui um inicio a varios posts sobre o assunto. este, portanto, será bem resumido.

Gótica Textura:
Muito popular a partir do século XIII, a Gótica Textura toma seu nome do latina "textum" que significa tela tecida. As letras são extremadamente angulosas e comprimidas, ficando dificil para po leigo perceber que letra se trata comprimida entre as outras. Apenas o contexto soluciona a leitura. O que se pretendia não era a legibilidade do texto, mas que as palavras se convertessem em sofisticados padrões de desenho. As letras perdem então sua importância para dar um impacto visual da palavra como um todo. (gravura: estes caracteres "textura" estão dispostos bem legivelmente. normalmente o espaçamento entre as letras, mais reduzido, dificulta ainda mais sua leitura)

Gotica Fraktur:
A escrita e a tipografia "fraktur" não foram desenvolvidas na mesma época que suas companheiras, a bastarda e a textura (Idade Media). É inicialmente uma obra de design, de planejamento tipográfico realizado pelo alemão Johan Neudorffer que, no século XVI a usou pela primeira vez para o livro de horas de Maximiliano Primeiro. A Gotica Fraktur provem oficialmente da Cancilleresca (Itálica). Ao lado: Maximiliano, o Imperador do Sacro Império que patrocinou a criação dos tipos fraktur.

Saiba mais sobre o periodo medieval e a arte gótica.
e
existem novos tipos góticos?

Um comentário:

bula disse...

Como posso adquirir algumas penas ?Desde já agradeço !!!